Clube dos Diários – Teresina

O Clube dos Diários é uma bela construção eclética de 1922, originalmente destinada a ser um clube social e que hoje abriga um dos mais importantes centros culturais da cidade, localizado no cruzamento das ruas Álvaro Mendes e 13 de Maio.

Google imagens

Google imagens

Sua fachada é simétrica, com amplas janelas pareadas e colunas coríntias no hall de entrada Sua cobertura é feita com telhas francesas do tipo chalet, sendo o madeiramento trabalhado. O teto do antigo salão de baile, atual salão de exposições, também é de madeira trabalhada, com um belo lustre de cristal em sua porção central.

Som da arquitetura

Som da arquitetura

O Clube dos Diários foi clube de elite de Teresina, e palco de inúmeros acontecimentos sociais, políticos e culturais, tendo como primeiro presidente o professor Agripino Oliveira. Sua origem remonta bem antes da construção da sua sede própria, quando funcionava de maneira provisória na residência conhecida como Campina Modesta. Em 1925, o então governador Matias Olímpio doou o terreno de propriedade do Estado, adjacente ao Theatro 4 de Setembro, para a construção da sede definitiva, que teve início no mesmo ano, e foi executada pelo mestre de obras paraense B. Coelho.

Som da arquitetura

Som da arquitetura

Após anos de abandono, no ano de 1996 a edificação foi restaurada e hoje abriga um espaço cultural, com áreas para exposições, oficinas, cinema de arte e a parte externa para apresentações de bandas tendo como destaque o Projeto Boca da Noite realizado ás quarta-feira com apresentações de bandas locais.

Teresina paranorâmica

Teresina panorâmica

FONTES: Teresina Panorâmica; Teresina me Fascina

Casa do Visconde da Parnaíba – Oeiras

A construção, datada do início do século XIX, possui grande valor histórico por se tratar de uma típica casa de morada do Piauí Colonial, e também por ter servido de residência ao Visconde da Parnaíba, que governou a Província do Piauí durante vinte anos.

Fundac

Fundac

A casa é térrea com partido de morada inteira e puxado em “L”, limitando o pátio e separando-o dos quintais. Situada em nível superior à rua com escadarias de acesso à frente, hoje descaracterizada, apresenta na fachada equilíbrio entre os cheios e vazios.

Google imagens

Google imagens

Encontra-se atualmente descaracterizada no que diz respeito a algumas esquadrias, piso, etc. A casa hoje funciona como residência e comércio. Porém se faz necessário a restauração do imóvel.

FONTE: Fundac