Espaço Cultural Christino Castro – Floriano

Empresário, comerciante, industrial e pioneiro-desbravador da região sul do Piauí na década de 30 do século XX.  Christino Raimundo de Castro, que agora completaria 121 se vivo fosse, nasceu no dia 24 de julho de 1891 na pequena cidade de Nova Iorque, sul do Estado do Maranhão.

Google imagens

Google imagens

Contudo, na década de 40, a malária adquirida por Christino Castro nessa região e, depois, os terríveis efeitos da 2ª Guerra Mundial  sobre a economia do nosso país, estancaram o comércio com o exterior, levando a sua firma à paralisação dos negócios. Após longos anos de luta e sofrimentos, deu-se a sua dissolução. Era o fim de uma era dourada na região e o sonho de transformar Floriano no Pólo Agropecuário e Industrial do Nordeste. 

Google imagens

Google imagens

No dia 29 de outubro de 1953, elevado a Município pela Lei nº 895, votada pela Assembléia Legislativa do Piauí, o povoada Nova Lapa, desmembrado do Município de Bom Jesus, recebeu o nome de Cristino Castro, em homenagem ao pioneiro e industrial estabelecido na região.

Google imagens

Google imagens

Com essa homenagem, o sonho de Cristino Castro – o “Mauá do Piauí” (DEMES, Josefina) –  visando o progresso do rico vale do Gurguéia não acabou.  Permanece hoje como grande desafio lançado às novas gerações e aos governantes

FONTE: Fundac, ffCastro

Clube dos Diários – Teresina

O Clube dos Diários é uma bela construção eclética de 1922, originalmente destinada a ser um clube social e que hoje abriga um dos mais importantes centros culturais da cidade, localizado no cruzamento das ruas Álvaro Mendes e 13 de Maio.

Google imagens

Google imagens

Sua fachada é simétrica, com amplas janelas pareadas e colunas coríntias no hall de entrada Sua cobertura é feita com telhas francesas do tipo chalet, sendo o madeiramento trabalhado. O teto do antigo salão de baile, atual salão de exposições, também é de madeira trabalhada, com um belo lustre de cristal em sua porção central.

Som da arquitetura

Som da arquitetura

O Clube dos Diários foi clube de elite de Teresina, e palco de inúmeros acontecimentos sociais, políticos e culturais, tendo como primeiro presidente o professor Agripino Oliveira. Sua origem remonta bem antes da construção da sua sede própria, quando funcionava de maneira provisória na residência conhecida como Campina Modesta. Em 1925, o então governador Matias Olímpio doou o terreno de propriedade do Estado, adjacente ao Theatro 4 de Setembro, para a construção da sede definitiva, que teve início no mesmo ano, e foi executada pelo mestre de obras paraense B. Coelho.

Som da arquitetura

Som da arquitetura

Após anos de abandono, no ano de 1996 a edificação foi restaurada e hoje abriga um espaço cultural, com áreas para exposições, oficinas, cinema de arte e a parte externa para apresentações de bandas tendo como destaque o Projeto Boca da Noite realizado ás quarta-feira com apresentações de bandas locais.

Teresina paranorâmica

Teresina panorâmica

FONTES: Teresina Panorâmica; Teresina me Fascina